Notícias

  • Acadêmicos de Pedagogia realizam oficinas didáticas sobre diversidade cultural e religiosa

    Na terça-feira 06 de junho, acadêmicos de Pedagogia, que cursam a disciplina de Ensino Religioso Escolar, realizaram oficinas didáticas sobre Diversidade Cultural e Religiosa com as crianças e adolescentes do Centro Social Marello. Foram um total de 10 oficinas que permearam diferentes temas relacionados à diversidade cultural e religiosa do Brasil e do mundo. As oficinas propostas valorizaram metodologias ativas o que favoreceu o envolvimento e participação das crianças e adolescentes. As atividades foram coordenadas pelo Prof. Humberto Herrera, e pela coordenadora geral do Centro Social Marello, a pedagoga Adriane Pinheiro.
  • FACULDADE BAGOZZI INICIARÁ GRUPO DE ESTUDO SOBRE CIÊNCIA E FÉ

    O cenário contemporâneo marcado por pluralismos culturais, religiosos e até mesmo científicos desafia o ser humano a encarar a questão de Deus para além de reduções a cultos e normas. O ato de crer exige racionalidade e sentido, situando a fé no âmbito das decisões fundamentais que o ser humano precisa tomar, quer queira, quer não, como reconhecimento ou como negação de Deus. Não há como escapar do dilema da existência humana. De fato, quem quiser fugir das incertezas da fé terá de suportar as incertezas da ausência de fé. Nesse contexto, surgem tentativas desesperadas de aceitação da fé que tornam a esperança cristã um tanto ingênua e infantil, incapaz de estabelecer diálogos sérios e honestos com a sociedade. Para Ratzinger, a fé é um sentido anterior ao calcular e ao agir do ser humano e sem o qual ele nem teria condições de calcular ou de agir, porque ele só pode fazê-lo no lugar onde há um sentido que o sustente (2006, p. 54). A relação entre fé e ciência é composta por Ian Barbour - estudioso americano renomado no campo entre ciência e religião - de quatro categorias: conflito, independência, diálogo e integração. Percebe-se que as duas primeiras são negativas e não contribuem no processo das relações entre ambas. As outras duas, positivas, possuem um contributo de valorização para a religião e ciência em vista da construção de um mundo melhor (SANCHES; DANILAS, 2012). Assim, a Faculdade Bagozzi iniciará um Grupo de Estudo sobre Ciência e Fé aberto à comunidade acadêmica e ao público externo. A proposta é uma iniciativa de professores pesquisadores que contou com o apoio e incentivo da Pastoral Universitária Bagozziana, da Superintendência e Direção Geral. Tem por objetivo fazer um itinerário sobre os fundamentos da fé cristã em sua relação com a racionalidade. Para isso, pretende-se ressaltar nos conteúdos de análise o substrato intelectual da fé, ampliando-se a discussão do sentido da fé cristã e sua relevância atual. Os encontros serão quinzenais nas quartas-feiras, às 18h, com início no dia 23 de agosto, na Faculdade Bagozzi – Unidade Portão. Os interessados poderão entrar em contato com o coordenador do grupo de estudo, professor Vinícius José Henrique da Costa Leonardi, no e-mail: [email protected]; ou com a professora Larissa Fernandes Menegatti no e-mail: [email protected] Larissa Fernandes Menegatti. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: BÍBLIA JERUSALÉM. São Paulo: Paulus; Loyola, 2002. BINGEMER, M. C; FELLER, V, G. Deus Trindade: a vida no coração do mundo. São Paulo: Paulinas; Valência: Siquem, 2003. RATZINGER, J. Bento XVI. Introdução ao Cristianismo, preleções sobre o Símbolo Apostólico com um novo ensaio introdutório. Tradução Alfred J. Keller. São Paulo: Loyola, 2006. SANCHES, Mário. Criação e Evolução, diálogo entre teologia e biologia. São Paulo: Ave Maria, 2009. SANCHES, M; DANILAS, S. Busca da Harmonia entre religião e ciência no Brasil: reflexões a partir do ano de Darwin. Teocomunicação. Porto Alegre, v.42, n.1, p.98-118, jan./jun. 2012. Disponível em: <http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/tel/article/viewFile/11297/7706>. Acesso em: 16 dez. 2012.
  • Grupo de Língua e Cultura Italiana celebra festa junina

    Nesta segunda- feira, dia 19 de junho, nas dependências da Unidade Portão, o Grupo de Língua e Cultura Italiana promoveu a Festa Junina da Terceira Idade. Um momento celebrativo para encerrar as atividades deste primeiro semestre e, ao mesmo tempo, vislumbrar as atividades do próximo semestre. O Grupo de língua e Cultura Italiana se reúne às segundas- feiras, às 15hs. São oferecidas, gratuitamente pela Pastoral Universitária Bagozzi- PUB, oficinas de língua italiana numa metodologia que envolve também aspectos diversos da cultura italiana.
  • Faculdade Bagozzi encerra atividades Pastorais com Missa

    No último dia 14 de junho na sala de Conferências da Unidade Portão, todos os grupos coordenados pela Pastoral Universitária Bagozzi- PUB, Grupo de Italiano da Terceira Idade, Grupo de Oração Universitária, Grupo de língua portuguesa para haitianos, juntamente com representantes dos professores, coordenadores e colaboradores, estiveram reunidos para a Missa de Encerramento das atividades pastorais deste primeiro semestre de 2017. A missa foi presidida pelo Padre Sérgio, superintendente da Faculdade Padre João Bagozzi. Além de ressaltar a importância de "observar a lei do amor", sugerida do Evangelho do dia, o Pe. Sérgio dirigiu palavras de ânimo aos participantes, em vista do semestre que iniciaremos adiante.
  • Alunos dos cursos de Engenharia Ambiental e Sanitária participam de aula em campo.

    Alunos do Curso de Engenharia Ambiental e Sanitária da Bagozzi no dia 28/05/2017 participaram de aula em campo no Parque Estadual do Morumbi. A atividade foi desenvolvida como parte integrante dos conteúdos abordados do Curso na formação do futuro profissional.
  • FORMAÇÃO DO NPEO (NÚCLEO PASTORAL DE EDUCAÇÃO OBLATA)

    Na tarde do dia 05 de junho, encontraram-se na casa Provincial os membros do Núcleo Pastoral de Educação Oblata para um momento de formação, partilha, convivência e espiritualidade diante do carisma josefino-marelliano. O encontro foi orientado pelo Pe. Mário Guinzone, OSJ, autor do livro “Pegadas Marellianas”. Foram desenvolvidos os dois primeiros capítulos do livro, a saber: “Agora começo” e “São José”. O primeiro capítulo apresenta a experiência de São José Marello quando fora do seminário decide-se por voltar e com profundidade e maturidade pronuncia o famoso ‘agora começo’. Já o segundo traz a figura de José o Pai de Jesus, revelando seu estilo homem de fé, marido, pai e mestre da educação de Jesus, e assim, modelo para Congregação de escondimento e abandono na Divina Providência.
  • Esse Final de Semana tem Cinema em Debate na Faculdade Bagozzi

    Confira os filmes em Cartaz este final de semana nas Unidades xaxim e Portão.
  • UNIDADES EDUCACIONAIS CELEBRAM SÃO JOSÉ MARELLO

    No último dia 30 de maio,os educadores (diretores, coordenadores, professores e colaboradores) das unidades educacionais de Curitiba, em comunhão com toda a Congregação dos Oblatos de São José, reuniram-se na Igreja Bom Jesus do Portão para a celebração Eucarística em honra a São José Marello, fundador da família oblata. Na missa, presidida pelo provincial Pe. Antonio Neto e concelebrada pelo Pe. José Neto, coordenador de Pastoral das unidades, foram recordadas as diversas expressões da obra marelliana espalhada pelo mundo, bem como a necessidade de atualizar o carisma em nossa realidade local. Ao final da celebração, todos foram recepcionados no salão nobre do Colégio Bagozzi para um delicioso café.
  • Acadêmicos de Pedagogia assistem palestra com pedagoga do Hospital Universitário Cajuru

    Na sexta-feira 02 de junho, os acadêmicos do curso de Pedagogia, participaram da palestra "A atuação do pedagogo na escolarização hospitalar: relato da experiência profissional no Hospital de Clínicas - UFPR e no Hospital Universitário Cajuru", ministrada pela pedagoga Niura Barroso. A palestra aconteceu entre as 19h e 21h, na sala 402, da unidade Portão e participaram acadêmicos dos períodos matutino e noturno. A palestrante ressaltou características importantes a escolarização hospitalar, abordando temas como o perfil do profissional, as formas de atendimento, a adaptação e flexibilização curricular no processo de ensino e sobre como lidar com o sofrimento no ambiente do hospital.
  • Carta de São José Marello é publicada em Revista da Associação Nacional de Educação Católica

    É com grande alegria, que o Centro de Memória Oblatos de São José, informa à comunidade acadêmica e docente que a tradução da Carta Pastoral de São José Marello, escrita em Àcqüi/Itália, no ano de 1894 foi publicada na Revista de Pastoral nº2/2016, da Associação Nacional de Educação Católica do Brasil (ANEC). O texto da carta foi traduzido do original em italiano pelo Pe. Alberto Antonio Santiago, osj e revisado pelo Pe. Hilton Carlos Soares, osj. http://anec.org.br/revistadepastoral/ Revista_Pastoral_02PUBLICADA
Página 15 de 23« Primeira...510...141516...20...Última »